​vídeo

 Entre Outubro de 2019 e Janeiro do presente ano, dediquei grande parte do meu tempo a fotografar e a gravar em vídeo e áudio excertos/glimpses/frames do meu dia a dia através do smartphone. Tentando assim evitar a perda dos mesmos no campo do subconsciente, e até controlar e escolher o que quero ou não recalcar através do próprio processo de edição do vídeo.

 

 Desta forma, "What can I do with it?", é uma tentativa de reprodução do subconsciente humano.